Stefanos Tsitsipas: “Nunca falei disto, mas o Pablo é um dos meus jogadores favoritos”

Fotografia: Raquetc

ESTORIL – Stefanos Tsitsipas estava visivelmente contente com o seu primeiro título em terra batida, ainda para mais por ter sido conquistado em Portugal e frente a um dos seus ídolos, Pablo Cuevas.

“O Pablo é um dos poucos que conhece tudo na terra batida. Nunca disse isto, mas ele é um dos meus jogadores favoritos a par do Roger. Eu cresci a vê-lo jogar, admiro mesmo muito. Para mim foi um jogo muito especial”, confessou o grego ainda em campo.

Sobre o jogo, Tsitsipas mostrou-me muito contente por ter sido capaz de fechar o encontro em dois parciais. “Foi mesmo muito bom ter fechado o encontro em dois sets, lembro-me que o Pablo teve um set point e eu consegui servir muito bem nesse ponto. Quando um encontro vai a um terceiro set, o desfecho é sempre imprevísivel”.

O grego deixou ainda umas palavras sobre o público e o torneio português. “O público foi fantástico, apoiou os dois jogadores. O Estoril e Cascais são ótimas localizações, o hotel é super acolhedor e a comida é excelente. Lembro-me deste torneio desde pequeno, era um dos poucos torneios em terra batida que eu fazia questão de ver. Por exemplo, desde o momento em que vi o Federer ganhar o [antigo] Estoril Open, tive o sonho de ganhar aqui”.

Stefanos Tsitsipas concluiu a entrevista, falando da coleção de selos dos CTT onde ele é uma das caras presentes. “Na Grécia também terei algo parecido, mas penso que ainda não começou a ser vendido. É muito bom que os portugueses me respeitem tanto. Sinto-me tão bem aqui, é como que uma segunda Grécia, por vezes melhor. Espero voltar no próximo ano.”

Diogo Leite
Licenciado em Gestão e com o Mestrado em Finanças concluído. É um apaixonado por ténis e padel. Adora conhecer tudo e todos dentro da modalidade, bem como estar a par das recentes notícias.