Madrid prepara-se para receber a “nova fase” da Taça Davis

Taça Davis
Fotografia: Corinne Dubreuil/Taça Davis

Ainda não é oficial, mas segundo o jornal Marca só falta mesmo a confirmação: a cidade de Madrid prepara-se para receber as duas primeiras edições da “nova fase” da Taça Davis, que teve luz verde na passada quinta-feira.

Segundo o mesmo jornal, a garantia de que a competição passaria pela capital espanhola foi mesmo um fator fundamental para a Real Federación Española de Tenis votar a favor das reformas na Taça Davis. E, com Gerard Piqué como um dos principais investidores do novo modelo, a proposta terá ganho ainda mais força.

Assim, em 2019 e 2020 a nova Taça Davis — em muito semelhante a um Campeonato da Europa ou do Mundo, com a fase de grupos, quartos de final, meias-finais e final com encontros à melhor de três sets e ao longo de apenas uma semana — acontecerá em piso rápido com assinatura espanhola. A equipa da casa já tem presença assegurada, bem como as restantes semi-finalistas da edição deste ano (França, EUA e Croácia), e o “fator” Rafael Nadal ajudará, certamente, a que a casa esteja preenchida…

Em jogo estava, também, a cidade francesa de Lille, conhecida por algumas das melhores e maiores eliminatórias dos tempos recentes (em Setembro será, inclusive, palco do duelo europeu entre França e Espanha).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."