Munar dá uma lição de superação e derrota Ferrer numa incrível batalha de gerações

Jaume-Munar

A experiência e a juventude colidiram ferozmente esta segunda feira num duelo 100% espanhol relativo à primeira ronda de Roland Garros. De um lado apresentou-se o ex top 3 mundial David Ferrer, e do outro surgiu o prodígio Jaume Munar, 15 anos mais novo. No final, o mais jovem dos protagonistas saiu como vencedor após produzir uma recuperação absolutamente extraordinária quando se encontrava em desvantagem por 2-0 em sets.

Ao fim da primeira hora e um quarto de encontro, um duplo 6-3 por parte do mais experiente dos tenistas colocava-o com um pé e meio na segunda ronda do Grand Slam francês. Mas foi aí que o atleta de 21 anos apareceu na contenda com ideias bem diferentes.

O que assistiu de seguida foi a uma autêntica lição de superação lecionada por Munar. No tie break do segundo set, sem qualquer margem de erro, conseguiu manter a compostura e levar o embate a uma quarta partida. Aí, não bastando o desafio anterior, viu-se obrigado a repetir a façanha. Novo tie break, nova demonstração de uma incrível frieza incomum na sua idade. A remar contra a maré e ventos fortes, Munar sobrevivia e forçava um quinto e decisivo set.

Na ‘negra’, outro enorme obstáculo no caminho do 155.º classificado da hierarquia mundial. A jovem promessa esfolara o joelho a meio de um ponto, necessitando de uma paragem e da intervenção de um médico. Aquando recuperado, Ferrer obteve prontamente a quebra tendo mais uma vez o duelo nas suas mãos. Se o atleta de 36 anos é famoso pela sua garra e espírito de sacrifício, que dizer deste NextGen?

Perante tal adversidade, restava apenas ao ‘miúdo’ igualar essas mesma características do veterano. Ao break cedido, respondeu com um contra break, seguido de outro que acabou por afastar definitivamente Ferrer do confronto. No final, os parciais definiram-se por 3-6, 3-6, 7-6(3), 7-6(4) e 7-5, ao cabo de umas estonteantes quatro horas e 15 minutos.

Após ultrapassar a fase de qualificação, Munar atinge agora a segunda ronda do segundo Grand Slam que disputa (antes apenas tinha realizado um encontro em Majors, no Australian Open, em janeiro deste ano). Naquele que será indubitavelmente um dos duelos mais importantes da sua ainda curta carreira, o talentoso tenista de Maiorca enfrenta nada mais nada menos que o campeoníssimo Novak Djokovic.

Total
1
Shares
Total
1
Share