Finalista em 2017, Wawrinka não passa da primeira ronda em 2018

Stan Wawrinka
Fotografia: Banque Eric Sturdza Geneva Open ATP

Stan Wawrinka está longe de voltar a exibir o nível que apresentou em tempos, uma vez que os problemas no joelho esquerdo operado no verão passado continuam a fazer-se sentir.

O antigo número 3 do mundo partiu para Roland Garros depois de um “teste” que não correu como esperado em Genebra (somou um triunfo antes de perder nos quartos de final) e esta segunda-feira foi eliminado por Guillermo García-López (67.º), numa batalha de 3h30, na ronda inaugural do Grand Slam parisiense.

Temeu-se o pior quando a perder por 4-2 (40-40) na primeira partida Wawrinka (30.º) recebeu assistência em court ao seu joelho, mas tudo não terá passado de um susto, pelo menos naquele momento.

É que depois de GarcíaLópez ter adjudicado o set inaugural, o suíço de 33 anos apareceu determinado em dar a volta ao texto e aparentemente já sem qualquer queixa no joelho, o que o libertou para uma exibição bem conseguida, porém insuficiente para levar de vencida um espanhol que na semana passada, em Lyon, levara Dominic Thiem aos limites.

Deste modo, Guillermo García-López, um tenista que ao longo da sua carreira já bateu nomes como Rafael Nadal, Andy Murray ou Andre Agassi, superiorizou-se ao finalista da edição do ano passado, por 6-2, 3-6, 4-6, 7-6(5) e 6-3, para marcar encontro com Karen Khachanov na segunda ronda.

Este desaire precoce naquele que foi apenas o sétimo torneio em que participou este ano, e onde tinha a defender os 1200 pontos alusivos à final alcançada em 2017, vai levar Stan Wawrinka a uma queda estrondosa na classificação mundial (sairá do top 250), ele que atualmente ocupa o 30.º posto.

Total
2
Shares

Leave a Reply

Total
2
Share