Djokovic cumpre e começa com vitória em Roland Garros

Novak-Djokovic-R-18
Fotografia: Giampiero Sposito

Com os céus de Paris a ameaçar chuva, Novak Djokovic (22.º) tratou de vencer em três partidas o seu primeiro encontro, na tarde desta segunda-feira, em Roland Garros.

A secção do quadro onde o sérvio, 20.º cabeça de série, está inserido é relativamente acessível nestas primeiras eliminatórias, pelo que numa altura em que ainda procura regressar ao seu melhor ritmo é importante para Djokovic não despender demasiada energia nestes primeiros dias da prova.

Por isso, cumprindo com o esperado, o antigo número 1 do mundo derrotou o qualifier brasileiro Rogério Dutra Silva (134.º) com parciais de 6-3, 6-4 e 6-4, ao cabo de duas horas, naquele que foi o segundo embate de carreira entre ambos (o primeiro acontecera igualmente em contexto de Grand Slam — US Open 2012).

Curiosamente o brasileiro natural de São Paulo liderou os dois primeiros sets com break de vantagem, ainda que numa fase inicial (2-0), e nunca desistiu de continuar a lutar, mas naturalmente o triunfo de Djokovic não sofre qualquer contestação.

Dutra Silva, que já conseguiu por duas vezes sair vitorioso quando se viu perante uma desvantagem de dois sets (US Open 2013 frente a Vasek Pospisil e Australian Open 2017 ante Jared Donaldson), valorizou o encontro frente ao sérvio e ainda alimentou esperanças de pelo menos conseguir levar a contenda a um quarto set, quando restabeleceu a igualdade a 4 na terceira partida, mas Djokovic rapidamente colocou um travão nas aspirações do brasileiro.

Djokovic ainda não sabe ao certo quem defronta na segunda eliminatória, mas sabe que será um tenista espanhol: o jovem Jaume Munar (155.º), de 21 anos, ou o veterano David Ferrer (41.º), de 36.

Total
2
Shares
Total
2
Share