Venus Williams surpreendida na estreia em Roland Garros

Fotografia: WTA

E aí está a primeira grande surpresa de Roland Garros 2018 e logo no primeiro dia: Venus Williams, vice-campeã de 2012, foi afastada esta tarde da 122.ª edição do Grand Slam francês de forma inesperada no seu encontro de estreia perante Qiang Wang.

A campeoníssima norte-americana nona candidata fruto do atual nono lugar que ocupa na hierarquia individual, não teve um domingo nada inspirado e foi incapaz de produzir o nível de ténis que aos 37 anos ainda a coloca na nata do ténis feminino e a chinesa Wang, número 91 mundial, soube aproveitar da melhor forma essa facto para somar uma das maiores vitórias da carreira por intermédio dos parciais de 6-4 e 7-5.

Num encontro em que se registaram três breaks em cada set (precisamente dois no início de ambos e um nas fases decisivas de cada um deles), foi a jogadora asiática de 26 anos quem foi mais eficaz nesse departamento e acabou por prevalecer o seu jogo de agressividade controlada contra uma Venus demasiado errática do fundo do court e algo presa nos seus movimentos, o que naturalmente facilitou a tarefa da sua adversária.

Para Venus Williams, está feita história no sentido negativo: é a primeira vez na carreira que a mais velha das irmãs Williams cede no encontro de estreia em dois torneios do Grand Slam consecutivos, depois de já no Australian Open deste ano ter perdido para Belinda Bencic na eliminatória inaugural. Quanto a Qiang Wang, vai agora encontrar a croata Petra Martic (34.ª), que triunfou por 6-2 e 6-3 sobre a chinesa Yafan Wang (80.ª).

Entretanto, os cabeças de série e especialistas de terra batida Pablo Carreño Busta (11.º), Lucas Pouille (15.º) e Kei Nishikori (21.º) lograram avançar no Major francês: o espanhol superou um início lento para levar a melhor sobre o qualifier eslovaco Jozef Kovalik (147.º) por 4-6, 6-1, 7-5 e 7-6(5), o número um francês levou de vencida o russo Daniil Medvedev (53.º) por 6-2, 6-3 e 6-4 e o nipónico derrotou o wild card local Maxime Janvier (304.º ATP e que esteve este ano no Clube de Ténis do Porto, onde foi batido por Tiago Cação na estreia) pelos parciais de 7-6(0), 6-4 e 6-3.

De resto, destaque para a jovem promessa francesa Corentin Moutet (143.º ATP e derrotado por João Domingues na última eliminatória da fase de qualificação do Millennium Estoril Open, este ano), que aproveitou e de que maneira o convite recebido ao vencer com mestria o “gigante” croata Ivo Karlovic (93.º) por 7-6(7), 6-2 e 7-6(5), para assinar o seu primeiro triunfo em torneios do Grand Slam e logo no “seu” Major.

Total
2
Shares

Leave a Reply

Total
2
Share