Participação de Gastão Elias no Lisboa Belém Open ainda não é certa

A campanha em Braga estava a ser boa, mas as condições que se fizeram sentir ao longo de toda a semana no Clube de Ténis de Braga levaram Gastão Elias a sentir dores no ombro direito e a retirar-se da meia-final.

Se a desistência só aconteceu no final do primeiro parcial, que perdeu por 6-0 para o compatriota Pedro Sousa, Gastão Elias aparentou desde os primeiros instantes algumas limitações. Foi, aliás, logo na fase de aquecimento que o seu adversário percebeu que algo não estaria bem, até porque as dores já vinham a ser sentidas nos dias anteriores.

Em declarações ao Raquetc depois do encontro, o número 2 nacional revelou que se via impossibilitado de lutar pelo encontro e não querer colocar em causa os próximos desafios. Dessa lista, faz parte o Lisboa Belém Open, a primeira das próximas paragens que Gastão Elias tinha planeadas e que, neste momento, não é certa.

Porque o fisioterapeuta do torneio o aconselhou a descansar durante três dias (e a estreia no Challenger do CIF – Club Internacional de Foot-Ball, em Lisboa, tem de ser feita no máximo na terça-feira) e ainda porque na quarta-feira terá de se ausentar do país para tratar da emissão de um visto.

Assim, resta esperar para se saber se Gastão irá, ou não, ao segundo e último torneio Challenger previsto para solo nacional esta época. Caso decida jogar, será o terceiro cabeça de série — atrás do convidado de última hora e vice-campeão em 2017, Taro Daniel (esta semana 82.º ATP), e do australiano Alex de Minaur, que também jogou as meias-finais no Braga Open.

Total
3
Shares

Leave a Reply

Total
3
Share