Pedro Sousa e a vitória frente a Domingues: “Acho que fiz um grande jogo, o melhor do torneio até agora”

BRAGAPedro Sousa foi o segundo português a garantir um lugar nas meias-finais de singulares do Braga Open. O lisboeta bateu sem dificuldades o seu compatriota João Domingues, marcando encontro com Gastão Elias no top-4.

No final da partida frente ao oliveirense, Pedro Sousa falou ao Raquetc e afirmou que a exibição deste sábado foi a melhor até ao momento, destacando as condições de jogo que acabaram por beneficiar o seu ténis.

“Hoje senti-me bem com as condições, estavam bem melhores para aquilo que eu me sinto melhor a jogar. Não estava tanto calor, as bolas não estavam tão rápidas e é assim que eu prefiro jogar. Acho que fiz um grande jogo, o melhor do torneio até agora. O João também não esteve ao nível dele, mas mesmo assim nunca é fácil jogar contra um jogador português e estou contente por ter avançado”, começou por dizer o tenista de 29 anos, antecipando de seguida o ‘desagradável’ embate com o seu amigo de longa data, Gastão Elias.

“Não é agradável [defrontar um amigo], mas é a vida. À noite de certeza que vamos jantar e só não vamos jogar PlayStation porque está cá a Isabela [namorada] e ele tem de estar com ela. Amanhã, durante o tempo que estivermos em campo, ‘separamos a amizade’, tentando ganhar um ao outro, e no fim volta tudo ao normal”, considerou.

Quanto à receita para uma eventual vitória, Pedro Sousa diz que passa por estar sólido, pois não há muito por onde surpreender, visto conhecerem-se tão bem.

“Não temos muitos segredos um para o outro, já treinámos um milhão de vezes juntos, eu conheço-o bem e ele a mim. Vou tentar estar sólido, fazer o meu jogo e ver o que acontece”, enalteceu o tenista luso, que considera positivo o torneio ter um português já garantido na final.

Total
2
Shares

Leave a Reply

Total
2
Share