Pedro Sousa volta a vencer e garante um semifinalista português em Braga

BRAGA – Depois de João Domingues, Pedro Sousa: a jornada desta quinta-feira foi de sucesso absoluto para os dois tenistas que entraram em ação no quadro principal de singulares do Braga Open, eles que agora vão, precisamente, medir forças por um lugar nas meias-finais do novo torneio Challenger ATP que se realiza no Norte do país.

Quarto candidato ao título no Clube de Ténis de Braga, o jogador lisboeta de 29 anos continua a dar seguimento à boa prestação no Millennium Estoril Open, onde só perdeu na segunda ronda para o futuro campeão, João Sousa, depois de ter disposto de dois match points.

Esta quinta-feira, superou o bem mais velho Daniel Munoz de la Nava (que aos 36 anos figura na 279.ª posição do ranking), por 7-6(4) e 6-4, num duelo em que tardou a “encaixar” no jogo do tenista espanhol — que se revelou sempre disposto (e bem sucedido) a atravessar o campo de um lado ao outro para devolver praticamente todas as bolas.

Foi já no tiebreak do primeiro parcial que Pedro Sousa conseguiu fazer uma diferença notória no ténis de Munoz de la Nava, que apesar de tudo ainda entrou bem no segundo set e voltou a forçar o número 3 nacional (144.º no ranking ATP) a trabalhos antes de conseguir garantir o triunfo.

Com o apuramento para os quartos de final, Pedro Sousa “imita” o resultado do Challenger de Tunes, na Tunísia — o último torneio desta categoria que tinha disputado e no qual também mediu forças com João Domingues, tendo desistido quando o resultado lhe estava favorável (6-3, 1-3) devido a uma lesão abdominal.

Agora, esse duelo poderá ser reeditado: é um dos quatro encontros de singulares previstos para esta sexta-feira, dia em que também Gastão Elias entrará em ação.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share