Tiago Cação não passa da primeira ronda em Faro

Não durou muito a participação de Tiago Cação (1413.º) no Faro Future Portugal 2, com a jovem promessa nacional a somar apenas três jogos num desaire pesado na eliminatória inaugural da prova algarvia que distribui 15.000 dólares em prémios monetários e que realiza uma vez mais no Centro de Ténis de Faro.

Com entrada direta no quadro principal por intermédio do estatuto de special exempt (atribuído a tenistas que na semana anterior tenham atingido, pelo menos, as meias-finais e que não tenham tido acesso direto à grelha principal do torneio da presente semana), o jogador penichense de 19 anos acabou por não dar seguimento ao excelente momento vivido em Vale do Lobo, onde se sagrou vice-campeão, e foi assim facilmente derrotado, por 6-3 e 6-0, pelo espanhol Pablo Vivero Gonzalez (500.º), ex-número 283 mundial.

Apesar de arredado da competição individual, Cação não diz para já adeus a Faro, visto que tem ainda por disputar a vertente de pares, onde alinha ao lado do francês David Guez e cuja estreia acontecerá na jornada de quinta-feira.

Francisco Dias e Martim Prata não passaram o qualifying mas estão no quadro principal

Tanto Francisco Dias (6-2 e 7-6[4] para o espanhol Fernando Bogajo) como Martim Prata (6-0 e 6-2 para o russo Yan Bondarevskiy) não venceram esta terça-feira os seus encontros da quarta e última etapa da fase de qualificação mas a verdade é que, ainda assim, acabaram por rumar ao quadro principal.

Isto porque os dois atletas lusos beneficiaram de várias desistências (mais concretamente, cinco) de tenistas já com entrada direta no quadro principal, entre os quais Gonçalo Oliveira, primeiro favorito, e André Murta, que havia recebido um wild card para disputar a prova, para assim marcarem presença na principal grelha de participantes enquanto lucky losers.

Francisco Dias (1511.º) irá enfrentar já na jornada de amanhã o compatriota Luís Faria (1212.º), que recebeu um convite por parte da organização, logo no primeiro encontro do Court 1 (9h30), ao passo que Martim Prata (1912.º) também mede forças com um tenista que recebeu um wild card, neste caso o irlandês Samuel Bothwell (934.º), no segundo encontro do Court 2 (por volta das 11h30).

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.