Angelique Kerber e Simona Halep continuam imparáveis e em rota de colisão no Australian Open

Angelique Kerber
13.ª vitória em 13 encontros em 2018 para a alemã / Fotografia: Ben Solomon/Tennis Australia

Nova madrugada, novas vitórias para Angelique Kerber e Simona Halep. Agora com uma “troca de papéis” em relação à jornada anterior, mas a germânica e a romena voltaram a vencer e já estão nos quartos de final do Australian Open. Agora, há um embate entre ambas já ali à frente, mas primeiro têm de ultrapassar novo(s) desafio(s).

Se até esta segunda-feira ainda não tinha perdido qualquer set, frente a uma das sensações do torneio Angelique Kerber cedeu finalmente. Foi Su-Wei Hsieh, do Taipé, quem lhe colocou muitas dificuldades, ao vencer a primeira partida para ameaçar uma repetição daquilo que já tinha acontecido em rondas anteriores, quando surpreendeu Garbiñe Muguruza (3.ª cabeça de série) e Agnieszka Radwanska (26.ª) em sets diretos e de forma consecutiva.

Desta vez, no entanto, a número 88 mundial tinha pela frente Angelique Kerber, a jogadora em melhor forma até ao momento, que na ronda anterior tinha “despachado” Maria Sharapova sem olhar ao estatuto da russa. E assim, passo a passo e com a confiança das eliminatórias anteriores, a ex-número 1 mundial e campeã do torneio (em 2016) conseguiu desenvencilhar-se da situação, vencendo por 4-6, 7-5 e 6-2 em 2h08. No total, dispararam-se 73 winners (42 deles pela raquete de Hsieh).

No sentido contrário, Simona Halep recuperou da melhor forma possível da maratona com contornos épicos (15-13 no último set) a que fora forçada dois dias antes pela jovem norte-americana Lauren Davis. Desta vez, a número 1 mundial derrotou a japonesa Naomi Osaka de forma muito convincente, com os parciais de 6-3 e 6-2 em apenas 79 minutos de jogo, para assim igualar as campanhas de 2014 e 2015 em Melbourne. Tudo o que vier a mais, traduzir-se-à no melhor resultado da carreira para a romena na Austrália.

Com os triunfos desta segunda-feira, Kerber e Halep continuam em rota de colisão, mas primeiro terão de ultrapassar mais uma ronda: a alemã já sabe que terá como adversária Madison Keys (derrotou Caroline Garcia por 6-3 e 6-2 e continua sem perder qualquer set), enquanto a romena aguarda pelo duelo checo entre Barbora Strycova e Karolina Pliskova.

E porque já estamos a falar dos quartos de final, é aqui que entra um registo muito interessante. Das oito jogadoras que contarão com o nome inscrito nesta fase, quatro ainda não perderam qualquer encontro em 2018 e já conquistaram um título. São elas:

  • Angelique Kerber: 13 vitórias, 1 título (Sydney + final da Hopman Cup)
  • Simona Halep: 9 vitórias, 1 título (Shenzhen)
  • Elina Svitolina: 9 vitórias, 1 título (Brisbane)
  • Elise Mertens: 9 vitórias, 1 título (Hobart)
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."