Djokovic mantém enorme ascendente sobre Monfils e marca lugar na terceira ronda

E vão 15 triunfos consecutivos para Novak Djokovic. O tenista sérvio garantiu na madrugada desta quinta-feira o apuramento para a terceira ronda do Australian Open, ao derrotar Gael Monfils num dos encontros mais aguardados da presente jornada.

Naquele que era o 15.º duelo entre ambos, o ex-número um mundial manteve o enorme ascendente sobre o francês e arrecadou o respetivo 15.º triunfo consecutivo, ao triunfar com os parciais de 4-6, 6-3, 6-1 e 6-3.

Numa partida onde o fator físico foi importantíssimo, devido às altíssimas temperaturas que se fizeram sentir em Melbourne Park, foi mesmo o regressado Djokovic que melhor reagiu às condições que se apresentaram na Rod Laver Arena.

O tenista de 30 anos acabou por gerir melhor as suas forças e somou mesmo a 60.ª vitória da carreira em Melbourne, ele que procura na presente edição chegar a um inédito sétimo título no Australian Open.

Na próxima eliminatória, Novak Djokovic terá pela frente o 21.º cabeça de série da competição, o espanhol Albert Ramos, tenista contra o qual nunca perdeu qualquer partida nas quatro anteriores disputadas.

Dominic Thiem não ganhou para o susto

Quem igualmente avançou para a terceira ronda do Happy Slam foi Dominic Thiem. O tenistas austríaco, atualmente na quinta posição da hierarquia mundial, teve de superar um duelo de cinco sets para igualar o seu melhor resultado de sempre no Australian Open.

Depois de perder os dois primeiros parciais frente a Denis Kudla (190.ª), Thiem teve de se aplicar a fundo para derrotar o norte-americano pelos parciais de 6-7(6), 3-6, 6-3, 6-2 e 6-3 e marcar assim encontro com Adrian Mannarino (27.º).

Em caso de triunfo sobre o francês, o tenista de 24 anos atingirá pela primeira vez na carreira a segunda semana do torneio australiano.

Total
3
Shares
Total
3
Share