Federer recorda regresso vitorioso a Melbourne: “O quinto set foi talvez o melhor que alguma vez joguei”

Roger Federer
Um ano depois da conquista do título, Roger Federer parte como segundo cabeça de série / Fotografia: Fiona Hamilton/Tennis Australia

Domingo, 29 de janeiro de 2017. Roger Federer vs. Rafael Nadal, final do Australian Open. O 35.º capítulo da rivalidade “FEDAL”, uma das mais celebradas do desporto e, certamente, a mais mediática das últimas décadas no que ao ténis diz respeito. Frente a frente, dois dos melhores tenistas de sempre e, no final, a vitória de um que não aparecia no circuito há seis meses.

Agora, um ano depois, o tenista helvético está novamente em Melbourne. É o segundo cabeça de série e, como campeão, foi convidado a participar na cerimónia dos sorteios dos quadros principais, onde para além de recordar os primeiros anos da carreira falou, inevitavelmente, da decisão de há um ano frente ao seu arquirrival.

“Foi uma final incrível, um momento incrível para mim na minha vida e é ótimo estar de volta. Tive encontros de cinco sets muito bons e no final o encontro épico contra o Rafa”, começou por dizer sobre o encontro. Depois, foi mesmo mais longe, ao afirmar que “o quinto set foi talvez o melhor que alguma vez joguei.”

E não é para menos: depois de um medical time-out fora do campo, Federer foi quebrado e esteve a perder por 1-3, momento esse em que recuperou para, com cinco jogos ganhos de forma consecutiva, fechar o encontro e voltar às vitórias em torneios do Grand Slam quase cinco anos depois.

Por isso, o tenista suíço afirma que “foi o ponto alto do ano passado, superou Wimbledon e todos os outros torneios que joguei.”

Recorde o vídeo produzido pelo Australian Open após a final, que é apelidada de “um milagre do desporto moderno” e considerada “o encontro mais importante do Australian Open e da história dos Grand Slams”:

Total
3
Shares
Total
3
Share