Genie Bouchard começa o ano com quatro derrotas consecutivas

Eugenie Bouchard
Os maus resultados teimam em não aparecer e, à exceção de Madrid 2017, foram raras as semanas em que Bouchard brilhou outra vez

A precisar desesperadamente de vitórias, Genie Bouchard não está a ter o começo de temporada desejado. Esta segunda-feira, a canadiana foi derrotada no encontro de estreia em Hobart e aumentou para quatro o número de desaires em encontros de singulares disputados este ano.

De regresso ao palco onde disputara uma das últimas finais da carreira (em janeiro de 2016, sendo que a essa só se seguiu a de Kuala Lumpur, no mesmo ano), a atual número 83 do mundo voltou a estar longe, muito longe, do nível que já apresentou e cedeu por 6-4 e 6-3 para Aryna Sabalenka (69.ª).

Na semana anterior, em Perth, Bouchard tinha feito parte da equipa canadiana que disputou a Hopman Cup e saiu derrotada de todos os encontros de singulares que disputou: perdeu por 6-1 e 6-4 para Daria Gavrilova, por 6-1 e 6-3 para Angelique Kerber e por 6-4 e 6-4 para Elise Mertens.

Aos 23 anos, Genie Bouchard está à procura do regresso aos grandes resultados e palcos, mas a forma de 2015 continua a não aparecer. Em 2015, 2016 e 2017, viveu épocas apagadas (sendo um dos únicos destaques a grande campanha em Madrid, onde derrotou Alizé Cornet, Maria Sharapova e Angelique Kerber para chegar aos quartos de final). E 2018 não está a começar da melhor forma…

Próximo desafio? O Australian Open, onde em 2014 despertou para o estrelato ao atingir as suas primeiras meias-finais em Grand Slams. A essas seguiram-se as de Roland Garros e ainda as de Wimbledon, onde chegou mesmo à final.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share