Serena Williams não vai defender o título de campeã do Australian Open

Serena Williams
Quando regressar, norte-americana surgirá sem ranking pela primeira vez desde que inscreveu o nome na classificação

Serena Williams, a campeã em título do Australian Open, vai falhar a edição de 2018. O anúncio foi feito pela organização do primeiro Grand Slam do calendário no início de madrugada desta sexta-feira em Portugal (início da tarde em Melbourne).

“Depois de competir em Abu Dhabi percebi que apesar de estar muito próxima, ainda não estou onde pessoalmente quero estar“, partilhou a tenista norte-americana através de um comunicado. “O meu treinador e a minha equipa sempre disseram ‘só podes ir a torneios em que estejas preparada para ir até ao fim’. Já posso competir, mas não quero só competir, quero fazer bem mais do que isso e para tal preciso de mais um pouco de tempo.”

Naturalmente triste por falhar o “Happy Slam”, que marcaria o seu regresso ao circuito exatamente um ano depois de ter disputado o último encontro, Serena mostra-se no entanto confiante num regresso rápido. E reforça que “vou ter sempre as memórias do torneio do ano passado comigo e quer eu, quer a Olympia estamos ansiosas por regressar novamente.”

Um regresso sem ranking

A desistência do Australian Open significa que Serena Williams passará mais de 52 semanas ausente do circuito. A norte-americana perderá, pois, todos os pontos que tem (2.030, que a colocam a 22 do mundo à data desta segunda-feira), pelo que fará o seu regresso ao circuito sem classificação  uma situação inédita desde que se estreou na tabela do circuito WTA, a 19 de outubro de 1997.

A situação não a impedirá, no entanto, de entrar nos torneios, dado que para tal poderá utilizar o ranking protegido (ou mesmo requisitar wild cards), mas fará dela uma “não cabeça de série” pelo menos nos primeiros tempos.

Atualizado às 01h19.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share