ATP volta a reconhecer e a apoiar a Academia dos Champs

Academia dos Champs Millennium Estoril Open
Projeto português integra o restrito lote de nove organizações a serem reconhecidas pela ATP

Depois de ter recebido uma bolsa da ATP em 2013, a Academia dos Champs foi novamente selecionada pela Associação dos Tenistas Profissionais para o programa ATP Aces for Charity. Este projeto tem como objetivo ajudar as comunidades dos locais onde se realizam torneios do circuito profissional através da atribuição de bolsas para iniciativas de solidariedade.

Todos os anos, apenas um pequeno número de projetos são aprovados. Em 2018, foram escolhidas nove candidaturas e, entre elas, a da Academia dos Champs, associação que, desde 2009, promove a inclusão de crianças e jovens em situações críticas através do ténis.

Através de um comunicado enviado pela organização do Millennium Estoril Open, que apoia a Academia dos Champs, o fundador António Champalimaud diz que “recebermos esta nova prova de confiança do ATP World Tour não só atesta a importância do nosso trabalho, oferecendo à Academia dos Champs uma forte exposição internacional, como permite também consolidar a nossa intervenção social, em especial no concelho de Cascais, onde três dos núcleos da Academia dos Champs irão beneficiar de um impacto directo em virtude do apoio do ATP Aces for Charity.”

O financiamento será de 15.000 euros e a organização tenciona aplicá-los nos três centros localizados na região de Cascais, de forma a cobrir os custos anuais dos centros de Alcabideche e Bicesse, bem como 65% dos custos anuais em Trajouce. O alcance deverá cifrar-se em mais de 150 alunos. Na mesma mensagem, o fundador relembra ainda “a verdadeira diferença que fazemos na vida de cerca de 300 alunos”.

Também na nota emitida e publicada no website oficial do Millennium Estoril Open, o diretor do torneio e promotor da candidatura, João Zilhão, afirma que “estamos muito felizes por ver o ATP reconhecer o trabalho que é feito pela Academia dos Champs e por poder reforçar a nossa ajuda ao projecto, promovendo a sua candidatura a este programa.”

Zilhão reforça ainda que “a escolha por parte do ATP confirma igualmente que o Millennium Estoril Open tem um alcance mais alargado do que o mero aspecto desportivo, com um impacto directo muito positivo na comunidade, e em concreto no concelho de Cascais.”

Para além da Academia dos Champs, projetos como a Nick Kyrgios’ Foundation, a Fundación Emilio Sánchez Vicario, a Fundatia Curtea Veche [promovida pelo tenista romeno Horia Tecau] e a Stop War Start Tennis [do paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi] também foram contempladas com bolsas em 2018.

Total
2
Shares

Leave a Reply

Total
2
Share