Não há mudanças de planos de última hora: Pedro Sousa vai passar e começar o ano em Doha

Pedro Sousa
Fotografia: Fernando Correia/Federação Portuguesa de Ténis

Independentemente do que aconteça nas próximas horas, Pedro Sousa não vai alterar os planos: o tenista lisboeta começa o novo ano em Doha, onde vai disputar a fase de qualificação do ATP 250 do Qatar.

Contactado pelo RAQUETC numa altura em que está a apenas uma desistência de entrar diretamente no quadro principal do novo torneio ATP de Pune, na Índia, o número 126 do ranking mundial garantiu que vai ficar em Doha “mesmo que entre” noutro torneio.

Desta forma, Pedro Sousa — que é o único jogador português a competir em provas do circuito ATP na primeira semana — vai tentar chegar a um quadro onde já estão jogadores como Novak Djokovic, Dominic Thiem, Pablo Carreño-Busta e Tomas Berdych.

Depois, Melbourne

Quando terminar a prestação no torneio de Doha, em que vai participar pela primeira vez, será hora de Pedro Sousa rumar a Melbourne. Lá, dará início à luta por um lugar no quadro principal do Australian Open, o primeiro torneio do Grand Slam da temporada.

E não estará sozinho: Gastão Elias, João Domingues e Gonçalo Oliveira são os outros tenistas lusos inscritos no qualifying do “Happy Slam”, mas João Monteiro também está próximo de garantir a presença no torneio: faltam apenas duas desistências (outras movimentações semelhantes na lista de inscritos) para que o portuense possa marcar a viagem.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."