ITF continua a recuar e entre outras mudanças deve duplicar o tamanho dos qualifyings

Duas semanas depois de ter anunciado pequenas mudanças às regras que implementou no início da temporada, a Federação Internacional de Ténis (ITF) voltou a recuar e está prestes a anunciar mais mudanças — estas bastante mais significativas.

A informação foi adiantada por Dirk Hordoff, o vice-presidente de alta performance da Federação de Ténis Alemã e treinador de Janko Tipsarevic, que numa publicação no Facebook deu conta de que os quadros de qualificação dos torneios ITF vão ser aumentados de 24 para 48 jogadores — que entretanto já iam ser estendidos para 32.

Para além desta medida, a ITF também deverá avançar com a eliminação da regra que limita a atribuição de wild cards (três para qualifyings, três para quadros principais) às jogadoras do circuito feminino, bem como a criação de lugares especiais para os jogadores de pares entrarem nos torneios — com as novas regras, passaram a só se poderem inscrever nesta variante os que também estão a competir em singulares — e um ranking protegido, à semelhança do que já acontece nos circuitos ATP e WTA.

Ao Raquetc, Dirk Hordoff afirmou que “o comité da ITF aprovou estas mudanças. Não posso garantir mas acredito que a direção da ITF se vai decidir pelo mesmo e aprová-las” numa reunião que vai acontecer em Londres.

Artigos relacionados:

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."