Torneios do Grand Slam vão manter 32 cabeças de série

Us Open
Fotografia: USTA/Adam Glanzman

Sensivelmente a meio da temporada, a hipótese dos torneios do Grand Slam reduzirem o número de cabeças de série a metade começou a ganhar forma. Mas a ideia conheceu, esta quinta-feira, um fim, com a direção dos quatro maiores torneios do calendário a anunciar a intenção de manter o formato.

Numa reunião que aconteceu ainda durante o US Open, os responsáveis pelas maiores decisões relativas ao Australian Open, a Roland Garros, a Wimbledon e ao US Open decidiram que “depois de um ano a analisar encontros em torneios do Grand Slam e a receber feedback de várias partes, sobretudo dos jogadores e dos parceiros de transmissão, os torneios do Grand Slam decidiram que não há razão para reverter o formato a 16 cabeças de série.”

Desta forma, todos os torneios Major continuarão a ter 32 cabeças de série no próximo ano.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."