Basileia. João Sousa faz parte de um elenco recheado de estrelas

João Sousa ,

Na semana de 20 a 28 de outubro jogam-se os dois últimos torneios ATP 500 da temporada e um deles acontece na localidade suíça de Basileia. João Sousa será um dos tenistas a ir a jogo nessa semana, fazendo o número 1 português parte de um autêntico elenco de luxo.

Atualmente no 49.º lugar do ranking mundial ATP, o tenista vimaranense surge no 21.º lugar da lista de entrada, tudo porque à sua frente tem um grupo… De enorme calibre: Roger Federer, o recordista de títulos e, claro, grande favorito do público, é o melhor jogador entre os inscritos, seguido de Juan Martín del Potro (jogador que em 2017 derrotou o português na primeira ronda, ao fim de três sets), Alexander Zverev, Marin Cilic, David Goffin, Stefanos Tsitsipas, Marco Cecchinato e Roberto Bautista Agut.

O espanhol é o número 26 do mundo e, se o torneio se jogasse na próxima semana, seria o oitavo e último cabeça de série, o que comprova a qualidade dos jogadores inscritos no torneio de Basileia. Mas há mais: também Denis Shapovalov, Daniil Medvedev, o surpreendente John Millman e ainda nomes como Gilles Simon, Jeremy Chardy e, claro, Stan Wawrinka (foi o último a entrar direto) planeiam jogar o evento. Reservadas ficam quatro posições para wild cards, quatro para qualifiers e uma para um special exempt.

Ao mesmo tempo, na cidade de Viena, vai acontecer outro torneio da mesma categoria e aí os cabeças de série são — pelo menos à data desta semana — todos do top 20: Grigor Dimitrov, Dominic Thiem, Kevin Anderson, John Isner, Kei Nishikori, Fabio Fognini, Diego Schwartzman e Kyle Edmund (16.º).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."