Murta vence duelo de “Ineses” rumo à segunda ronda do Porto Open

PORTO – Está encontrada a primeira (e única) vencedora portuguesa no quadro principal de singulares femininos do Porto Open: É Inês Murta, a atual número 1 nacional.

De volta a um palco onde há dois anos ficou a apenas um passo do título, a jogadora algarvia de 21 anos teve como primeira adversária Maria Inês Fonte (de 16), que tal como ela recebeu um wild card para o quadro principal.

E, neste duelo de “Ineses”, foi a mais velha (já número 591 do ranking) quem venceu, por 6-1 e 6-4 ao fim de 1h25 de encontro. Em evidência ficou a maior experiência de Inês Murta, que cometeu muito menos erros do que a adversária e colega de seleção.

De forma a repetir os quartos de final alcançados nos dois últimos anos, Inês Murta terá de passar por uma das principais candidatas ao título: Ipek Soylu, a turca que defende o estatuto de segunda cabeça de série (é a número 320 do mundo) e na primeira ronda bateu Marianna Zakarlyuk (parceira de pares da algarvia).

Para trás, ficou Leonor Oliveira. À semelhança de Maria Inês Fonte, companheira de treino no Centro de Alto Rendimento e parceira de pares esta semana (as duas foram derrotadas na ronda inaugural), a jovem de Oeiras também disputou pela primeira vez o Porto Open e não conseguiu ir além da primeira etapa, sendo derrotada pela alemã Lisa Matviyenko por 6-2 e 6-0.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."