João Sousa não se dá mesmo bem com Aljaz Bedene em Umag

Joao Sousa 3

Umag & Aljaz Bedene é uma equação que João Sousa (44.º) não sabe resolver. Depois de ter sido derrotado pelo esloveno na primeira ronda da edição de 2017 do ATP croata, o vimaranense voltou este ano a não ser feliz frente ao seu rival, saindo de cena novamente no encontro de estreia.

Tal como em 2017 (6-3, 4-6 e 6-4), o embate desta terça-feira foi pautado pelo equilíbrio, mas infelizmente para o número 1 português foi o 81.º classificado da hierarquia mundial a triunfar, desta feita com parciais de 7-6(5), 4-6 e 6-4.

Uma única quebra de serviço à passagem do terceiro jogo do derradeiro parcial resolveu um confronto discutido taco a taco e no qual Bedene serviu especialmente bem, assinando 15 ases e vencendo 75% dos pontos com o primeiro serviço.

Antes de rumar a Gstaad, na Suíça, o pupilo de Frederico Marques tem ainda o quadro de pares deste evento da série ATP 250 para disputar. Recorde-se que o mexicano Santiago Gonzalez é o parceiro de pares de João Sousa.

O Plava Laguna Croatia Open é o primeiro de três torneios de terra batida jogados em solo europeu que constam no calendário do tenista português, antes da ida para solo norte-americano.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com