Tiago Cação e Damir Dzumhur com novos máximos de carreira; Mischa Zverev muito perto do top 40

Tiago Cação--2

Os courts continuaram bastante verdes na semana que passou, com o decorrer dos torneios ATP 250 de Eastbourne e Antália. Na relva inglesa foi Mischa Zverev quem triunfou perante Lukas Lacko, ao passo que em solo turco o campeão foi Damir Dzumhur, que derrotou Adrian Mannarino.

Já em solo português, destaque para Tiago Cação, que disputou a final do Setúbal Open e regista, esta segunda-feira, um novo máximo de carreira.

O jogador que mais escalou posições na hierarquia mundial masculina foi Mischa Zverev, que sobe do lugar 67 para o 41.º posto. Lukas Lacko, derrotado pelo alemão na sua segunda final de carreira em singulares no ATP World Tour, galgou do 94.º lugar até à 73.ª posição.

Damir Dzumhur alcançou esta segunda-feira o melhor ranking da sua carreira. O bósnio encontra-se no 23.º posto, depois de ser 30.º na classificação da semana passada. Mikhail Kukushkin, semifinalista em Eastbourne, é o 77.º na atualização desta semana, escalando 13 lugares face à anterior. Não houve qualquer alteração no top 10.

1. Rafael Nadal (Espanha), 8.770 pontos
2. Roger Federer (Suíça), 8.720 pontos
3. Alexander Zverev (Alemanha), 5.755 pontos
4. Juan Martin del Potro (Argentina), 5.080 pontos
5. Marin Cilic (Croácia), 5.060 pontos
6. Grigor Dimitrov (Bulgária), 4.780 pontos
7. Dominic Thiem (Áustria), 3.835 pontos
8. Kevin Anderson (África do Sul), 3.635 pontos
9. David Goffin (Bélgica), 3.110 pontos
10. John Isner (Estados Unidos da América), 3.045 pontos
(…)

23. Damir Dzumhur (Bósnia-Herzegovina), 1.665 pontos
41. Mischa zverev (Alemanha), 1.085 pontos
73. Lukas Lacko (Eslováquia), 752 pontos
77. Mikhail Kukushkin (Cazaquistão), 734 pontos

Portugueses:

João Sousa subiu dois lugares esta segunda-feira e encontra-se agora na 45.ª posição. Gastão Elias mantém o 118.º posto no dia em que se estreia na edição deste ano de Wimbledon, tal como João Sousa. Pedro Sousa subiu quatro postos e é o 131.º. João Domingues retomou o lugar de quarto melhor português no ranking ATP, ao escalar 15 lugares até à 243.ª posição, ao passo que Gonçalo Oliveira caiu esse número de postos e está agora no 246.º lugar.

João Monteiro saiu do top 300 pela primeira vez desde 10 de setembro de 2017 e fixou-se no 312.º lugar, apresentando uma queda de 24 posições. Frederico Silva e Fred Gil fixam-se em 332.º e 429.º, respetivamente. Nuno Borges, por sua vez, cai 25 lugares (573.º), enquanto Tiago Cação regista um novo máximo, o 655.º posto, depois de escalar 46 posições.

Clique aqui para consultar o ranking ATP dos portugueses.

Pedro Cunha
O ténis apareceu na minha vida como apenas mais um desporto mas rapidamente o cheiro das bolas e o pó cor de laranja da terra batida onde pratico tornaram a minha vida melhor. Desde o som das pancadas, ao simples abrir de uma lata nova de bolas, tudo neste desporto tem encanto.