Apesar da derrota, Thiem respira confiança: “Acredito que não foi a minha última final num Grand Slam”

Thiem-1
Fotografia: Corinne Dubreuil/FFT

Dominic Thiem disputou este domingo a sua primeira final em torneios do Grand Slam, mas como seria de esperar foi Rafael Nadal quem celebrou, mais uma vez, o título de campeão de Roland Garros.

Ainda assim, e porque ainda só tem 24 anos, o austríaco mantém-se confiante que voltará a estas grandes decisões num futuro próximo. “Acredito que esta não foi a minha última final num Grand Slam. E o meu maior objetivo passa por voltar a marcar presença nestas finais e procurar fazer melhor do que hoje”, salientou.

O confronto de hoje não foi o primeiro entre Nadal e Thiem em Roland Garros, mas foi aquele que o austríaco, 8.º do ranking, considera ter sido o mais equilibrado. “Creio que este foi o primeiro contra ele aqui em que aconteceu uma boa luta. Realizei um encontro decente, mas o Rafa jogou muito bem. Não é por acaso que já ganhou o torneio 11 vezes. É, definitivamente, um dos maiores feitos deste desporto”, frisou.

Em conferência de imprensa, Thiem descartou qualquer pressão por ter disputado a sua primeira final num major. “Foi especial, mas ao mesmo tempo estava calmo e a encarar este duelo como qualquer outro. Acho que foi a abordagem correta ao jogo, não deixando que as emoções tomassem conta de mim”, afirmou.

Nos torneios de terra batida que disputou este ano antes de Roland Garros, Dominic Thiem venceu em Buenos Aires e em Lyon (ambos ATP 250), fez quartos de final no Masters de Monte Carlo e nos ATP 500 do Rio de Janeiro e de Barcelona e final no Masters de Madrid.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com