Kevin Anderson com novo máximo de carreira; Denis Shapovalov estreia-se no top 30

Kevin-Anderson-M18

Terminado o Mutua Madrid Open é tempo para uma atualização nas hierarquias mundiais. Na vertente masculina do torneio, o campeão foi o alemão Alexander Zverev, que bateu Dominic Thiem para conquistar o seu terceiro título da categoria ATP Masters 1000.

No lote restrito dos dez primeiros é de notar o regresso de Roger Federer ao topo da classificação. O suíço encontra-se sem competir na época de terra batida mas foi beneficiado pelo facto de Rafael Nadal, que desceu para o segundo lugar, não ter defendido os seus pontos relativos à conquista do título em Madrid no ano passado.

Kevin Anderson alcançou esta segunda-feira o sétimo posto da hierarquia masculina, um novo máximo na sua carreira. O tenista sul-africano subiu um lugar, ao passo que Dominic Thiem – finalista em Madrid – caiu para oitavo.

Kyle Edmund encontra-se no melhor ranking da sua carreira, depois de atingir os quartos de final na capital espanhola. O jovem de 23 anos está no 19.º posto, fruto de uma subida de três posições.

Denis Shapovalov, valor emergente do ténis canadiano, atingiu a meia final do quarto torneio ATP Masters 1000 da temporada e com isso ascendeu à 29.ª posição, um recorde na sua ainda curta carreira. Na semana passada, o canadiano situava-se 14 lugares abaixo do atual ranking.

1. Roger Federer (Suíça), 8.670 pontos
2. Rafael Nadal (Espanha), 7.950 pontos
3. Alexander Zverev (Alemanha), 6.015 pontos
4. Grigor Dimitrov (Bulgária), 4.870 pontos
5. Marin Cilic (Croácia), 4.770 pontos
6. Juan Martin del Potro (Argentina), 4.540 pontos
7. Kevin Anderson (África do Sul), 3.660 pontos
8. Dominic Thiem (Áustria), 3.545 pontos
9. John Isner (Estados Unidos da América), 3.305 pontos
10. David Goffin (Bélgica), 2.930 pontos
(…)

19. Kyle Edmund (Grã-Bretanha), 1.905 pontos
29. Denis Shapovalov (Canadá), 1.488 pontos

Portugueses:

João Sousa continua a liderar a armada lusa no ranking ATP e subiu esta semana um lugar para se fixar na 47.ª posição. Gastão Elias ascendeu cinco postos e está no 107.º lugar, ao passo que Pedro Sousa – campeão no Challenger de Braga – subiu 15 posições e é atualmente o 129.º melhor classificado no ranking.

João Domingues continua a ser o quarto melhor tenista nacional e está na 210.ª posição, oito lugares acima do seu posto na semana passada. Gonçalo Oliveira e João Monteiro apresentaram ambos uma queda de três lugares, fixando-se nos 217.º e 269.º postos, respetivamente.

Clique aqui para consultar o ranking ATP dos portugueses.

Pedro Cunha
O ténis apareceu na minha vida como apenas mais um desporto mas rapidamente o cheiro das bolas e o pó cor de laranja da terra batida onde pratico tornaram a minha vida melhor. Desde o som das pancadas, ao simples abrir de uma lata nova de bolas, tudo neste desporto tem encanto.