Carcavelos: última etapa do Cascais NextGen Tour com 11 portugueses no quadro principal

CARCAVELOS – É já esta terça-feira que se começam a jogar os quadros principais do último torneio do Cascais NextGen Tour, no Carcavelos. E a terminar o circuito de 4 torneios Future “Road to Millennium Estoril Open“, presença recorde de portugueses na grelha de singulares: 11.

O mais cotado deles é João Monteiro, que tem a defender o estatuto de 3.º cabeça de série e enfrenta o compatriota Bernardo Saraiva (um dos 4 lusos a entrar diretamente na prova) num dos duelos desta terça-feira. Ao portuense, segue-se Frederico Silva. O caldense é o 5.º favorito ao título e lidera a corrida ao wild card para o ATP 250 português, tendo também encontro marcado com um compatriota: Luís Faria.

Fred Gil, o outro tenista português que não precisou de passar pela qualificação, enfrenta Martim Leote Prata, que passou a qualificação, e Francisco Cabral, Francisco Dias, Gonçalo Falcão, Tiago Cação e Daniel Batista (os dois últimos com wild card, tal como Faria) completam o lote de portugueses a ir a jogo nesta variante.

São, no total, 11 — mais, portanto, do que em qualquer uma das outras provas deste Cascais NextGen Tour, que em 2018 elevou os prémios monetários de cada um dos torneios de 15.000 para 25.000 dólares. Já em pares, há 15 portugueses a ir a jogo (quase 50% do quadro, que conta com 32 jogadores), o que constitui igualmente um máximo entre as quatro provas. Mais abaixo poderá conferir a ordem de encontros.

Quadro principal de singulares:

Carcavelos singulares

Quadro principal de pares:

Carcavelos pares

Ordem de encontros desta terça-feira, 17 de abril:

Carcavelos OOP 3a
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."