Gastão Elias perde no encontro decisivo e Portugal terá de lutar pela manutenção no Grupo I

Já não há volta a dar. Portugal foi derrotado este sábado pela Suécia e vai ter de lutar pela manutenção no Grupo I da Taça Davis. Gastão Elias foi o tenista eleito por Nuno Marques para disputar o último e decisivo encontro da eliminatória mas não conseguiu dar a vitória a Portugal.

Depois de já ter sido derrotado no seu primeiro encontro de singulares e em conjunto com João Sousa no duelo de pares, o tenista natural da Lourinhã perdeu para o jovem de apenas 19 anos Mikael Ymer por 6-3 e 6-4, mantendo-se assim sem qualquer vitória individual em partidas disputadas em piso rápido na competição.

Quanto à partida, Gastão Elias até foi o jogador que melhor começou, tendo por duas ocasiões um break de vantagem no primeiro set, mas o fraco aproveitamento no serviço acabou por comprometer o primeiro parcial.

O segundo set abriu com mais um break por parte de Ymer, o terceiro consecutivo. Gastão Elias ainda teve algumas oportunidades de o recuperar, mas tal não se sucedeu, fazendo com que o resultado e a eliminatória acabasse mesmo por cair para o lado da Suécia.

Fechada mais uma eliminatória, Portugal voltará a competir para a Taça Davis a 14 e 15 de setembro, numa deslocação à Ucrânia para lutar pela permanência nesta divisão, ficando assim adiado o sonho do Grupo Mundial.

Francisco Semedo
A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.