Com medo do pior, Thiem desistiu mas espera voltar já em Miami

Dominic Thiem
Lesão no tornozelo condicionou a exibição do número 6 mundial, que acabou por desistir no terceiro set / Fotografia: BNP Paribas Open 2018

Não foi uma noite feliz para Dominic Thiem: a jogar por um lugar nos oitavos de final do Masters 1000 de Indian Wells, o tenista austríaco torceu o tornozelo e, se nos instantes iniciais ainda regressou ao court e parecia ter superado o susto, acabou mesmo por desistir.

Com a namorada Kristina Mladenovic nas bancadas, o número 6 mundial parecia encaminhado para uma boa e importante vitória frente ao sempre perigoso Pablo Cuevas — que há um ano surpreendera ao alcançar os quartos de final neste mesmo palco.

Mas ao oitavo jogo do primeiro set, durante um movimento de serviço, Dominic Thiem torceu o pé e nunca mais foi o mesmo. Se ainda conseguiu fechar o parcial e dar luta no seguinte, no terceiro as dores intensificaram-se e, com medo do pior, acabou mesmo por desistir quando o uruguaio (30.º cabeça de série) já liderava por 3-6, 6-4 e 4-2.

No entanto, e segundo o próprio, a lesão não deverá ser muito grave. “Provavelmente terei de parar durante alguns dias e depois ver quando é que posso voltar a jogar. Penso que não aconteceu nada de grave, por isso acho que vou estar pronto para Miami”, disse já depois de ter abandonado o court, mas ainda sem o diagnóstico de um profissional.

“Quando servi e fui para a rede ao 5-3, o meu pé sofreu uma carga estranha. Não o torci, é estranho, não tenho a certeza do que aconteceu. Continuei a jogar mas infelizmente começou a ficar pior em vez de melhorar”, continuou, antes de explicar que “só continuei porque o encontro estava em aberto. É desapontante mas estas coisas podem acontecer, não há nada que possa fazer.”

Quem “sorri” é Pablo Cuevas, que com este resultado segue para os oitavos de final pelo segundo ano consecutivo. Se quer repetir o resultado de 2017, o número 34 do ranking terá de levar a melhor sobre a sensação sul-coreana Hyeon Chung, que está novamente a praticar o seu melhor ténis e esta madrugada afastou Tomas Berdych de forma esclarecedora, com 6-4 e 6-4.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."