Depois de brilhar no Australian Open, Marta Kostyuk conquista o segundo título da carreira

Marta Kostyuk
A jovem ucraniana de 15 anos conquistou este sábado o título mais importante da carreira

Por esta altura, Marta Kostyuk já dispensa apresentações. A ucraniana de 15 anos brilhou e apresentou-se ao mundo do ténis no Australian Open, onde chegou à terceira ronda, e agora, não muito longe, continua a brilhar.

Desta feita em Burnie, também na Austrália, onde está a “fazer tempo” antes de se estrear na Fed Cup. O torneio ITF de 60.000 dólares contava com várias jogadoras do top 200 mundial (todas as cabeças de série eram deste grupo) mas no final acabou com a jovem ucraniana como campeã, ela que no derradeiro encontro derrotou a suíça Viktorija Golubic, primeira pré-designada e 109.ª no ranking, por claros 6-4 e 6-3.

Para festejar, o “backflip” que ficou conhecido quando venceu o ITF Junior Masters em Chengdu, na China.

Para chegar ao título, o seu segundo em torneios do circuito profissional, Kostyuk precisou de somar cinco vitórias, tendo começado a campanha na localidade australiana com uma vitória por 6-3 e 7-5 sobre Irina Khromacheva, a quinta favorita ao título.

Com a vitória em Burnie, Marta Kostyuk vai subir ao 185.º lugar da hierarquia individual feminina já esta segunda-feira, o dia que marcará a sua estreia no top 200 mundial. Desta forma, a jovem ucraniana fica cada vez mais perto de garantir entrada direta nas fases de qualificação dos torneios do Grand Slam, ela que depois da aventura em Melbourne afirmara ser difícil regressar aos Majors tão cedo devido às regras da WTA que limitam o acesso a torneios a jogadoras com menos de 18 anos:

  • Jogadoras com 14 anos podem jogar 8 torneios profissionais, sendo que apenas três podem ter prize-money de 60.000 dólares ou superior, e a Fed Cup;
  • Jogadoras com 15 anos podem jogar 10 torneios profissionais, o WTA Championships (se se qualificarem) e a Fed Cup;
  • Jogadoras com 16 anos podem jogar 12 torneios profissionais, o WTA Championships (se se qualificarem) e a Fed Cup;
  • Jogadoras com 17 anos podem jogar 16 torneios profissionais, o WTA Championships (se se qualificarem) e a Fed Cup;
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."