Cilic sobe ao terceiro posto e Edmund e Chung atingem top-30 mundial

Depois de um torneio do Grand Slam (muito) raramente não há mudanças no que aos rankings diz respeito e a edição de 2018 do Australian Open não foi exceção, havendo várias mexidas na hierarquia masculina.

Marin Cilic é o maior destaque da classificação desta segunda-feira. O croata, que só foi travado na final do Major australiano por Roger Federer, subiu três posições para ascender pela primeira vez na carreira à terceira posição e ficar agora atrás apenas de Rafael Nadal e Federer, que encurtou distâncias para o espanhol (somente 155 pontos os separam) no topo com a conquista do seu 20.º título do Grand Slam.

Também Kyle Edmund e Hyeon Chung viram refletidas nos seus novos rankings as suas excelentes campanhas em Melbourne, onde foram apenas eliminados nas meias-finais. O britânico teve uma subida do 49.º até ao 26.º posto, enquanto o sul-coreano passou da 58.ª para a 29.ª posição.

Nota ainda para o controverso norte-americano Tennys Sandgren, que ascendeu uns fantásticos 42 lugares para se fixar no 55.º posto fruto da presença nos quartos de final do “Happy Slam“.

Por outro lado, Stan Wawrinka e Milos Raonic estão em destaque no plano negativo. O número dois suíço, afastado na segunda ronda, abandona esta segunda-feira o top-10 mundial pela primeira vez em mais de quatro anos e oito meses com a queda do 8.º para o 15.º lugar. Já o gigante canadiano, eliminado logo na estreia, desce da 23.ª para a 31.ª posição e sai assim da elite dos 30 melhores pela primeira vez em mais de seis anos.

  1. Rafael Nadal (1) – 9.760 pontos
  2. Roger Federer (2) – 9.605 pontos
  3. Marin Cilic (6) – 4.960 pontos
  4. Grigor Dimitrov (3) – 4.630 pontos
  5. Alexander Zverev (4) – 4.610 pontos
  6. Dominic Thiem (5) – 4.060 pontos
  7. David Goffin (7) – 3.460 pontos
  8. Jack Sock (9) – 2.880 pontos
  9. Juan Martín del Potro (10) – 2.815 pontos
  10. Pablo Carreño Busta (11) – 2.705 pontos

15. Stan Wawrinka (8) – 2.385 pontos

26. Kyle Edmund (49) – 1.667 pontos

29. Hyeon Chung (58) – 1.472 pontos

31. Milos Raonic (23) – 1.400 pontos

53. Mischa Zverev (35) – 952 pontos

55. Tennys Sandgren (97) –  928 pontos

63. Marton Fucsovics (80) – 844 pontos

Portugueses

No plano nacional, João Sousa subiu dois lugares e Gastão Elias desceu dois. De resto, João Domingues desceu nove posições, sendo que as ascensões de Fred Gil, Francisco Cabral e Duarte Vale são os destaques desta semana.

68. João Sousa (70) – 755 pontos
115. Gastão Elias (113) – 502 pontos
125. Pedro Sousa (124) – 469 pontos
179. João Domingues (170) – 297 pontos
203. Gonçalo Oliveira (201) – 261 pontos
255. João Monteiro (256) – 206 pontos
359. Frederico Silva (359) – 120 pontos
490. Fred Gil (512) – 71 pontos
539. Nuno Borges (537) – 58 pontos
697. André Murta (706) – 30 pontos

885. Francisco Cabral (896) – 16 pontos

1189. Duarte Vale (1241) – 5 pontos

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.