“Recordarei para sempre 2017”, afirma Mapi Sánchez Alayeto

Mapi Sánchez

Juntamente com a irmã Majo, Mapi Sánchez Alayeto completou um ano quase perfeito, o que lhe permitiu recuperar a posição de líder do ranking mundial. Ainda antes do final do ano, Mapi decidiu partilhar uma mensagem com os seus fãs.

A jogadora natural da província de Aragão afirmou que “2017 será sempre recordado pelos grandes êxitos desportivos alcançados, bem como pela aprendizagem que leva por tudo o que vivi fora de campo”.

“Foi uma temporada cheia de alegrias, mas também de momentos duros que me fizeram crescer como pessoa”, rematou a aragonesa.

Mapi aproveitou ainda para agradecer “a todas as pessoas que estiveram ao seu lado durante esta temporada: equipa, família, amigos, sponsors e fãs que nos seguem e nos animam à distância”.

Muito sólidas, as Gémeas Atómicas [nome pelo qual as gémeas Sánchez Alayeto são conhecidas] viveram um ano que dificilmente poderão esquecer e converteram-se nos alvos a abater em 2018.

Depois de serem derrotadas nas meias finais do primeiro torneio do ano em Santander [Patty Llaguno e Eli Amatriain venceram por 6-3 e 7-5], as gémeas iniciaram uma trajetória brilhante que as levou à conquista de oito títulos e do Estrella Damm Másters Finals.

As aragonesas terminaram assim o ano com 39 vitórias e apenas 2 derrotas, perfazendo um total de 11.420 pontos para cada jogadora. Marta Marrero, atual terceira classificada da hierarquia feminina, encontra-se a 4.455 pontos das gémeas Mapi e Majo.

Licenciado em Gestão e a concluir o Mestrado de Finanças. É um apaixonado por ténis e padel. Adora conhecer tudo e todos dentro da modalidade, bem como estar a par das recentes notícias.