Denis Shapovalov: “Espero um dia estar entre os 8 melhores da época”

Fotografia: Thomas Lovelock/ATP World Tour

Depois de David Goffin ter derrotado Roger Federer na primeira meia-final da 48.ª edição do Nitto ATP Finals, foi a vez de Denis Shapovalov centrar sobre si os holofotes da O2 Arena de Londres. O canadiano foi distinguido com os prémios “Estrela do Amanhã” e “Tenista que Mais Evoluiu”, atribuídos pela ATP.

“É incrível estar aqui e receber este prémios. Trabalhei no duro esta temporada e espero um dia estar entre os oito melhores tenistas da época. Vou tentar dar tudo para disputar este torneio, seria um sonho tornado realidade”, disse o jovem tenista de 18 anos, na cerimónia de entrega de prémios.

Shapovalov, que recentemente esteve em Milão a disputar o Next Gen ATP Finals, realizou uma época fantástica, com os dois títulos conquistados no circuito Challenger a passarem para segundo plano tendo em conta o que veio depois: meias-finais do Masters de Montréal (vitórias frente a Juan Martín del Potro e Rafael Nadal) e quarta ronda do US Open (via fase prévia).

Por isso, é com grandes expectativas que o 51.º classificado do ranking encara a próxima época. “Quero, definitivamente, vencer um título em torneios do ATP World Tour e acabar o ano no top 25, se tudo correr bem”, revelou.

Treinado por Martin Laurendeau e pela sua mãe, Tessa Shapovalova, o canadiano nascido em Israel recordou o trabalho de fundo que permitiu arrebatar os dois galardões. “Eu e a minha equipa colocámos inúmeras horas de trabalho e dedicação nesta época, pelo que estes prémios significam muito para mim. Estou muito orgulhoso”.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.