Andy Roddick classifica de “inteligente” a decisão de Federer

0

Roger Federer revelou esta segunda-feira que não irá disputar a edição deste ano de Roland Garros, tal como acontecera em 2016. Para Andy Roddick, antigo número 1 mundial, o suíço de 35 anos tomou a melhor decisão possível.

“Creio que foi a decisão mais inteligente, apesar de saber que algumas pessoas dizem ‘Bem, ele não pode falhar torneios do Grand Slam, não é algo que se deva fazer e precisamos de vê-lo em ação’, indicou o norte-americano em declarações à CBS Sports Radio.

Roddick considera que o facto de Federer não ir a Roland Garros é algo que a longo prazo será benéfico para o detentor de 18 títulos Major. “Vamos vê-lo mais vezes a competir em virtude da inteligência com que ele programa os torneios que vai disputar e pela forma como cuida do seu corpo. Federer percebe que tem 35 anos e que já não tem a condição física que tinha a meio da sua carreira”.

Comentários

Comentários