Arthur Rinderknech e Thanasi Kokkinakis protagonizam final inesperada em Adelaide

A segunda prova masculina de Adelaide contava no elenco com Gaël Monfils (19.º) e John Isner (24.º) como primeiros candidatos ao título, mas a final vai ser discutida entre as duas grandes revelações da semana que deixaram para trás jogadores mais credenciados: o francês Arthur Rinderknech (58.º) e o australiano Thanasi Kokkinakis (145.º) são os dois últimos resistentes e um deles vai somar este sábado o primeiro título da carreira.

Para se inscrever na primeira vaga da final, Arthur Rinderknech travou com distinção o compatriota Corentin Moutet (115.º) e em apenas 77 minutos já tinha o triunfo consolidado com os esclarecedores 6-1 e 6-3, fruto de quatro quebras aplicadas. Para trás, também já havia deixado Mackenzie McDonald (55.º), Soon-woo Kwon (53.º) e Karen Khachanov (30.º).

Thanasi Kokkinakis enfrentou um desafio mais exigente frente a Marin Cilic (29.º), decidido no limite, e a emoção esteve presente do primeiro ao último ponto de um confronto resolvido num vibrante tie-break. Quando se aproximavam as três horas de jogo, o anfitrião bateu o croata por 6-2 3-6 e 7-6 (10), num final verdadeiramente épico: Cilic dispôs de dois pontos de jogo, desperdiçou-os, e Kokkinakis celebrou à sétima tentativa.

Arthur Rinderknech e Thanasi Kokkinakis vão enfrentar-se pela primeira ocasião no ATP Tour e enquanto o primeiro nunca antes havia disputado uma final ao mais alto nível, o segundo tem uma nova oportunidade de somar um título cinco anos depois de ter sido finalista vencido em Los Cabos.


Total
6
Shares
Total
6
Share