Andy Murray regressa a uma final mais de dois anos depois

Andy Murray (135.º do ranking ATP) qualificou-se, esta sexta-feira, para a 69.ª final da carreira no circuito ATP e primeira dos últimos 27 meses ao derrotar Reilly Opelka (25.º) por 6-7(6), 6-4 e 6-4 no ATP 250 de Sydney, na Austrália.

Aos 34 anos, o ex-número um mundial — que tem uma anca metálica — somou a terceira vitória consecutiva sobre um adversário do top 50 mundial para marcar presença numa final do circuito ATP pela primeira vez desde que derrotou Stan Wawrinka em Antuérpia, em outubro de 2019.

Para conquistar o 47.º título da carreira e aproximar-se de um dos objetivos que esta semana afirmou ter para a fase final da carreira (os 50 títulos e as 1.000 vitórias de carreira), Murray poderá ter de passar por um compatriota, caso Daniel Evans afaste o primeiro cabeça de série Aslan Karatsev na segunda meia-final.


Total
12
Shares
Total
12
Share