Constipação afasta Thiem da ATP Cup; Australian Open continua na mira do austríaco

Foi em junho que Dominic Thiem realizou o último encontro oficial, quando em Maiorca sofreu uma lesão no pulso, mas o regresso do austríaco parece estar para breve. O palco para voltar à competição prometia ser o da ATP Cup, não fosse uma constipação alterar-lhe os planos e forçá-lo a deixar de lado a disputa das duas primeiras semanas da temporada.

Entretanto com presença garantida no Rio Open – onde se sagrou campeão em 2017 -, Dominic Thiem planeava fazer parte do elenco de luxo do evento de exibição de Abu Dhabi. Mas foi nas vésperas da sua atuação que os sintomas de gripe se fizeram mostrar e o natural de Wiener Neustadt alterou o destino do voo e regressou à Europa.

Depois de falar com a minha equipa, decidi voltar à Áustria em vez de viajar para a Austrália. Infelizmente, apanhei um resfriado no Dubai e não tenho sido capaz de treinar. Por isso, não estou em condições físicas para participar na ATP Cup nem no ATP 250 de Sidnei”, escreveu Dominic Thiem numa carta publicada nas redes sociais.

No mesmo comunicado, o austríaco esclarece que a situação no pulso está a seguir um rumo favorável: “Não compito há seis meses e não posso aceitar o risco de voltar cedo demais e lesionar-me novamente. No entanto, aproveitei os últimos tempos para melhorar a minha intensidade e o nível de treino e o meu pulso está quase a 100%. O meu objetivo continua a ser participar no Australian Open mas vamos tomar uma decisão no final de dezembro.”

Com o contributo para o conjunto austríaco na ATP Cup e a participação no ATP 250 de Sidnei fora de hipótese, Dominic Thiem aponta agora o foco ao Australian Open, onde foi finalista vencido em 2020 e este ano alcançou os ‘oitavos’.


Total
56
Shares
Total
56
Share