Pressionado e sem ritmo, Domingues está contente por ter outra oportunidade no Maia Open

Beatriz Ruivo/FPT

MAIA – João Domingues esteve muito perto da derrota na primeira ronda do Maia Open, mas foi capaz de inverter uma desvantagem de 6-2 e 4-1 com dois breaks. O alívio era evidente no final do embate, mas nem por isso o primeiro parcial e meio foi esquecido.

“Estava a jogar muito mal, mentalmente não estava no jogo, a minha cabeça não estava alinhada para ser competitivo e impor o meu estilo de jogo. No segundo set ele deu-me mais oportunidade, eu joguei um bocadinho melhor e agarrei-me ao encontro. Felizmente consegui ganhar o jogo e terminei a jogar bem melhor do que no início. Acabei mais ativo, a dominar o ritmo do jogo e parte mais positiva é que tenho mais uma oportunidade na próxima ronda”, disse Domingues em conferência de imprensa.

Afastado dois meses da competição devido a lesão no pulso, o oliveirense já considera estar na nova temporada, mas para isso tem de confirmar a vaga no Open da Austrália e esta semana no Maia Open é a última pontuável para tal. João Domingues não escondeu o peso desse objetivo até no desempenho inicial de hoje, mas a melhor notícia é mesmo o aparente ultrapassar dos problemas físicos dos últimos tempos.


Total
2
Shares
Total
2
Share