Duarte Vale lamenta “oportunidade perdida” na estreia em quadros principais de Challengers

MAIADuarte Vale estreou-se esta terça-feira em quadros principais de torneios do ATP Challenger Tour no Maia Open e a derrota na primeira ronda deixou o tenista português de 22 anos desiludido, sobretudo por ter considerado que o nível de jogo que apresentou “era suficiente para ganhar.”

“Estou bastante desiludido, acho que foi uma oportunidade perdida. Joguei o suficiente para ganhar, só que em certas alturas e certos pontos não tomei as decisões mais adequadas. Parte da desilusão é porque se tivesse jogado mal, ou se não tivesse jogado bem o suficiente, conseguia aceitar mais facilmente, mas sabendo que o que estava a jogar era suficiente e que só perdi por decisões táticas ou por falta de lucidez torna a derrota mais desapontante”, reconheceu em conferência de imprensa depois do desaire por 6-7(1), 6-3 e 6-2 para o romeno Nicholas David Ionel (435.º).

Eliminado em singulares, Duarte Vale tem ainda pela frente a variante de pares ao lado de Gonçalo Falcão e, na próxima semana, o Maia Open II. Depois, regressará aos Estados Unidos da América para concluir os estudos na Universidade da Flórida e a partir do verão apostará no profissionalismo.


Total
2
Shares
Total
2
Share