Pai de Novak Djokovic não acredita na participação do sérvio no Australian Open

Srdjan Djokovic, o pai de Novak Djokovic, deu a entender à imprensa sérvia que a postura cética do número um mundial em relação à covid-19 se mantém e, assim sendo, considera ser improvável uma participação do campeão em título no Australian Open de 2022, visto que a vacinação completa é um requisito incontornável do Governo daquele país para permitir a entrada a cidadãos estrangeiros.

“Claro que ele quer ir, mas penso que isso não irá acontecer, pelo menos nestas condições e com estas chantagens. O meu filho provavelmente não vai jogar o Australian Open, confessou o pai do número um.

Durante a passagem por Turim, onde foi eliminado nas meias-finais do ATP Finals por Alexander Zverev, o jogador de Belgrado alimentou o tabu em relação à vacinação e optou por não desenvolver este tema que considera do foro pessoal: “Vamos ver. Para ser sincero, ainda não falei com a Tennis Australia. Aguardo pelo que está por vir e neste momento só temos de esperar por mais notícias e ver o que acontece”, revelou após já ter conhecimento desta imposição.

O quadro principal do Australian Open tem regresso marcado para a tradicional data – na atípica edição deste ano, foi disputado em fevereiro -, entre 17 e 31 de janeiro, e Novak Djokovic tem (ou tinha) na mira não só revalidar o título, como adensar o estatuto de recordista, neste momento com nove títulos em Melbourne.


Total
2
Shares
Total
2
Share