João Sousa e Frederico Silva com sortes conhecidas em Bratislava

João Sousa (150.º ATP) e Frederico Silva (217.º) são os únicos portugueses que vão esta semana a jogo no circuito secundário e já estão a par dos respetivos adversários para a ronda de abertura do Challenger 90 de Bratislava. Numa prova em que Stefano Travaglia (81.º) e Tallon Griekspoor (88.º) detêm o estatuto de principais cabeças de série, um choque entre os tenistas lusos em ação só será possível numa eventual final.

A ganhar confiança e bom ritmo competitivo nas anteriores semanas, João Sousa é um dos grandes nomes a encabeçar o evento eslovaco e terá como primeira tarefa eliminar o turco Altug Celikbilek (160.º), campeão da passada edição do Porto Open e ‘vítima’ do vimaranense na fase de qualificação de Indian Wells, há cerca de um mês.

Caso confirme o teórico favoritismo, o número dois português vai-se opor na segunda ronda àquele que sair por cima do confronto entre Damir Dzumhur (143.º) e Norbert Gombos (110.º ATP e quarto pré-designado). Voando mais longe em Bratislava, João Sousa tem ainda a possibilidade de encarar nomes como Gilles Simon (120.º) ou Sergiy Stakhovsky (227.º), nomes mais credenciados da sua metade do quadro.

Também Frederico Silva não pode dizer que tenha tido um sorteio relativamente acessível: na estreia, vai desafiar o espanhol Carlos Taberner (95.º e terceiro cabeça de série), com quem nunca antes se cruzou. Se o caldense encontrar as armas necessárias para contornar este primeiro obstáculo, logo de seguida cruza-se com o vencedor do duelo entre Christopher O’Connell (147.º) e Filip Horansky (197.º).


Total
0
Shares
Total
0
Share