Ashleigh Barty inicia campanha no US Open com vitória sobre ex-número dois mundial

Darren Carroll/USTA

O primeiro obstáculo está superado por Ashleigh Barty. A número um mundial entrou esta terça-feira a vencer no US Open e carimbou o apuramento para a segunda ronda da prova com um triunfo sobre a russa Vera Zvonareva (101.ª WTA), ex-número dois do Mundo, por 6-1 e 7-6[7].

Num embate onde conseguiu causar impacto com o primeiro serviço (11 ases e 81% de pontos ganhos com a primeira bola), Barty entrou muito bem e precisou de apenas 25 minutos para fechar a primeira partida. A maior resistência de Zvonareva, de 36 anos, surgiu no segundo set, com a russa a recuperar por duas vezes de um break de atraso. Na segunda ocasião, Barty servia a 5-4 para fechar o encontro e Zvonareva conseguiu descobrir uma vida extra para forçar o tiebreak.

No desempate, a menor cotada eliminou o primeiro match point no caminho para o set point, mas também não conseguiu converter e acabou por ceder pouco depois. O embate ficou concluído em exatos 90 minutos de encontro e Ashleigh Barty, campeã de pares na edição de 2018, tem agora encontro marcado com a jovem dinamarquesa Clara Tauson (78.ª WTA), que derrotou a francesa Clara Burel (92.ª WTA) por 7-5 e 6-0 na jornada desta terça-feira.

Também esta terça-feira, Karolina Pliskova (4.ª WTA) garantiu a continuidade em prova com uma vitória por 6-3 e 6-4 sobre Caty McNally (130.ª WTA). A suíça Belinda Bencic (12.ª WTA), medalha de ouro em Tóquio, também seguiu em frente com um triunfo por 6-4 e 6-4 sobre Arantxa Rus (71.ª WTA), ao passo que Maria Sakkari (18.ª WTA) derrotou Marta Kostyuk (55.ª WTA) por 6-4 e 6-3 e Paula Badosa (26.ª WTA) bateu Alison Van Uytvanck (61.ª WTA) por 6-4 e 6-3. A sensação de Wimbledon, Emma Raducanu (150.ª WTA), também se estreou com uma vitória por 6-2 e 6-3 sobre Stefanie Voegele (128.ª WTA), que ocupou o lugar de Jennifer Brady no quadro.

Total
30
Shares
Total
30
Share