Os primeiros vencedores do US Open 2021

Já é uma tradição: ano após ano, em todos os torneios do Grand Slam, o Raquetc reúne num só local os primeiros vencedores da jornada que marca o arranque de um dos quatro torneios mais aguardados do calendário. E esta segunda-feira assinala-se o primeiro dia do US Open 2021, que depois de um ano “à porta fechada” regressa a todo o gás com “casa cheia” em Flushing Meadows, Nova Iorque.

Ponto: Félix Auger-Aliassime — o canadiano de 21 anos foi o primeiro tenista a ganhar um ponto em quadros principais da edição de 2021 do “Major” norte-americano, no encontro contra o russo Evgeny Donskoy.

Jogo: Feliciano López — se o primeiro a pontuar foi um dos mais jovens a participar no quadro, o primeiro a vencer um jogo foi um dos mais velhos: Feliciano López, que aos 39 anos participa pela 79.ª vez consecutiva (!) num torneio do Grand Slam e ganhou vantagem frente ao compatriota Bernabé Zapata Miralles.

Break: Kristina Kucova — esteve perto de dizer adeus a Nova Iorque antes do arranque dos quadros principais, dado que perdeu com Katie Boulter na última ronda do qualifying, mas uma desistência de última hora permitiu à eslovaca, campeã do US Open júnior em 2007, entrar como lucky loser e foi ela a fazer o primeiro break do torneio, contra Ann Li.

Set: Ugo Humbert — o carismático tenista francês (que este ano passou pelo Millennium Estoril Open) entrou a todo o gás em Flushing Meadows e só precisou de 27 minutos para se adiantar no encontro frente a Peter Gojowczyk, vencendo o primeiro parcial por 6-1.

Tie-break: Kevin Anderson — o primeiro parcial foi pautado pelo equilíbrio, mas chegado a hora do tie-break o experiente sul-africano soube utilizar a experiência para imprimir um duro golpe no adversário Jiri Vesely, ao vencer o “tira-teimas” da primeira por esclarecedores (e rápidos) 7-1.

Encontro: Kristina Kucova — tudo parecia indicar que seria Simona Halep a assinar a primeira vitória deste US Open, mas Camila Giorgi — que tem estado em forma desde que chegou aos Estados Unidos da América, conquistando mesmo o WTA 1000 de Montreal… — recuperou o break  de atraso no momento certo, quando a romena servia a 6-4 e 5-4, e deu tempo a Kristina Kucova para derrotar primeiro Ann Li, por 7-5 e 6-1.

Total
2
Shares
Total
2
Share