Nuno Borges travado na segunda ronda em Varsóvia

Sara Falcão/FPT

Depois de ter regressado à competição com um triunfo na estreia em Varsóvia, o português Nuno Borges não conseguiu garantir esta quinta-feira o apuramento para os quartos de final do Challenger polaco. O maiato ainda venceu o primeiro set diante de Javier Barranco Cosano (312.º ATP), mas sofreu a reviravolta e cedeu por 3-6, 6-2 e 6-3.

O tenista luso, que ocupa o 283.º lugar no ranking ATP, entrou muito bem na partida e aproveitou um break madrugador para construir uma sólida vantagem de 3-0 no primeiro parcial. Pouco depois, Borges teve dois break points para chegar ao 5-1, mas não conseguiu capitalizar e acabou ele por sofrer o break logo a seguir. No entanto, o tenista de 24 anos fez o contra-break e serviu com sucesso para o fecho da primeira partida.

Após o desfecho do primeiro set, Barranco Cosano elevou o nível de jogo para o que restou do encontro. O espanhol começou a causar muitas dificuldades com a resposta, sobretudo ao segundo serviço de Borges. Com pancadas fortes e com muita profundidade, Barranco conseguiu tirar tempo de reação a Borges e o português começou a ter dificuldades em aguentar os rallies. Aliado a isso, o nível do serviço do menor cotado foi substancialmente melhor nos dois últimos sets — fez oito ases, depois de não ter feito nenhum na primeira partida — e a reviravolta acabou por surgir.

Apesar da derrota logo na segunda ronda, este regresso à competição vai traduzir-se numa curta subida no ranking mundial para Nuno Borges. O tenista da Maia vai, à partida, subir três lugares e atingir a 280.ª posição. Na próxima semana, Borges volta a competir no circuito Challenger, mais concretamente em Como, onde vai disputar a fase de qualificação.


Total
0
Shares
Total
0
Share