Tsitsipas ultrapassa estreia traiçoeira em madrugada de nova vitória para Monfils

FILE PHOTO: Aug 13, 2021; Toronto, Ontario, Canada; Stefanos Tsitsipas of Greece serves a ball to Casper Ruud of Norway (not pictured) at Aviva Centre. Mandatory Credit: John E. Sokolowski-USA TODAY Sports

Depois da derrota surpreendente nas meias-finais do ATP Masters 1000 de Toronto para Reilly Opelka, Stefanos Tsitsipas voltou a celebrar na madrugada desta quinta-feira, ao carimbar a passagem aos oitavos de final de Cincinnati, no Ohio. Tal como o grego, Gael Monfils também avançou, confirmando que o regresso ao mais alto nível está mesmo a acontecer.

Com um complicado encontro de estreia frente ao cada vez mais perigoso Sebastian Korda (que já faz parte do top 50 mundial), o segundo cabeça de série resistiu a um primeiro set pautado pelo equilíbrio para puxar da experiência e fazer a diferença já na parte final do segundo, conseguindo carimbar a vitória por 7-6(5) e 6-3 depois de 1h40.

Nos oitavos de final, Tsitsipas vai defrontar o italiano Lorenzo Sonego, que depois de deixar pelo caminho o qualifier espanhol Carlos Alcaraz venceu o norte-americano Tommy Paul — sempre em dois sets.

Se o triunfo de “El Greco” na madrugada desta quinta-feira já se esperava, mais surpreendentes foram os de Gael Monfils e Diego Schwartzman: o francês confirmou o regresso à boa forma e, poucos dias depois de ter participado nuns quartos de final pela primeira vez desde fevereiro de 2020, aplicou os parciais de 6-3 e 7-5 ao australiano Alex de Minaur para somar o 500.º triunfo ao mais alto nível e o primeiro sobre um top 20 desde agosto de 2019, enquanto o argentino — que na semana anterior esteve muito perto de derrotar Roberto Bautista Agut para chegar aos quartos de final — impôs-se sobre Frances Tiafoe com 6-1, 4-6 e 6-4.

John Isner, que foi campeão em Atlanta e semifinalista em Toronto (só perdeu para o número dois mundial e futuro campeão Daniil Medvedev), voltou a vencer, desta feita o italiano Jannik Sinner, por 5-7, 7-6(4) e 6-4 após 2h38, e no arranque da jornada o polaco Hubert Hurkacz já tinha colocado um ponto final no percurso de Andy Murray, ao superar o ex-número um mundial com os parciais de 7-6(4) e 6-3.

Total
1
Shares
Total
1
Share