Naomi Osaka vai doar prize money de Cincinnati às vítimas do terramoto do Haiti

Nascida no Japão, filha de mãe japonesa e de pai haitiano, Naomi Osaka solidarizou-se com o povo do Haiti, país caribenho que sofreu um novo terramoto, após o catastrófico sismo que ocorreu em 2010, e promete pôr mãos à obra e ajudar as vítimas do desastre natural que ceifou a vida a mais de 700 pessoas.

A número dois do ranking mundial, que está de regresso à competição semanas depois de ter representado o Japão nos Jogos Olímpicos de Tóquio, publicou uma nota nas redes sociais onde indica que todo o prémio monetário que ganhar no Masters de Cincinnati terá um único destinatário: o Haiti.

“Custa-me imenso ver toda a devastação que o Haiti tem sofrido e sentir que nem sequer tivemos um descanso. Estou prestes a jogar um torneio esta semana e vou doar todo o meu prize moneyn às vítimas do terramoto. Sei que o sangue dos meus antepassados é forte e que vão reerguer-se”, disse a antiga número um mundial.
O desastre natural, de magnitude 7.2 (o de há 11 anos foi de 7.0), voltou a deitar por terra os esforços do país em recuperar dos escombros e uma nova forte mobilização global procura atenuar a calamidade. Ao alcance de Naomi Osaka, com sangue haitiano a correr-lhe nas veias, estão os 255.220 dólares entregues à campeã em Cincinnati, onde a finalista vencida arrecada 188.945.
Total
5
Shares
Total
5
Share