Alex Molcan ergue primeiro Challenger da carreira com vitória dominadora em Liberec

À terceira foi de vez para Alex Molcan: depois de ter sido vice-campeão no ATP 250 de Belgrado e no Challenger de Prostejov, o tenista eslovaco conquistou este domingo o primeiro título de 2021 e o primeiro grande título da carreira, depois de também já ter perdido a final do Challenger de Sevilha em 2018.

Em Liberec, na República Checa, Molcan não deixou escapar a terceira oportunidade que teve na presente época de erguer um troféu e conquistou o Challenger local. O número 153 mundial não deu qualquer hipótese ao checo Tomás Machac (150.º) na final e venceu em apenas 58 minutos, com os parciais de 6-0 e 6-1.

Ao longo do embate, Molcan perdeu apenas 12 pontos ao serviço e apresentou percentagens muito elevadas de sucesso na resposta. O eslovaco venceu 60% dos pontos na resposta ao primeiro serviço de Machac e 57% na resposta à segunda bola. No que diz respeito a break points, o tenista de 23 anos converteu cinco dos dez que teve à disposição, ao passo que Machac não foi capaz de capitalizar em nenhuma das três oportunidades que teve.

Alex Molcan passa agora a contar com um registo de 1-2 em finais no circuito Challenger, às quais se acrescenta ainda mais uma perdida no circuito ATP, a tal de Belgrado. A conquista do primeiro título no circuito secundário vai valer ao eslovaco a subida de 17 posições no ranking ATP e o alcançar de um novo máximo de carreira, o 136.º lugar.

Quanto a Tomás Machac, que esta temporada conquistou um Challenger em Nur-Sultan e na época passada disputou mais duas finais no circuito (venceu em Koblenz e foi vice-campeão em Bratislava), vai subir nove lugares e chegar à 141.ª posição. O máximo de carreira do tenista de 20 anos continua a ser, contudo, o 137.º lugar.

Total
1
Shares
Total
1
Share