Dois anos depois, Kei Nishikori regressa às meias-finais de um torneio ATP

Barcelona, 2019. Na terra batida da Cidade Condal, Kei Nishikori alcançava as meias-finais e só Daniil Medvedev impedia que atingisse a final da prova. Desde aí, o japonês nunca voltou ao top 4 de um torneio ATP. Após superar problemas físicos, Nishikori iniciou a caminhada até regressar ao topo e na madrugada deste sábado atingiu um dos pontos altos dessa recuperação, ao voltar a uma meia-final ATP.

Em Washington D.C., o tenista de 31 anos igualou o score com o sul-africano Lloyd Harris (50.º ATP), que o tinha derrotado esta temporada nos quartos de final no Dubai e que vinha de uma grande vitória sobre Rafael Nadal na terceira ronda da prova. O ex-número quatro mundial, que disputou os quartos de final de um torneio ATP pela quarta vez esta temporada, assinou o regresso às meias-finais do Citi Open, onde foi campeão em 2015, com os parciais de 6-3 e 7-5 em uma hora e 54 minutos.

Desde o primeiro minuto do embate que Nishikori arranjou forma de desmontar o poderoso serviço de Harris, algo que Nadal não tinha conseguido fazer na véspera. O nipónico venceu os quatro primeiros jogos e não deixou escapar a vitória no primeiro set, apesar de Harris também ter alinhado três jogos consecutivos e ameaçado a recuperação. No segundo set, ambos tiveram oportunidades para chegar ao break, mas foram confirmando os jogos de serviço. No 12.º jogo, quando Harris servia para forçar o tiebreak, Nishikori acabou por conseguir fechar o embate ao aproveitar o terceiro match point que teve.

Em busca de regressar a uma final e num local onde já foi feliz, Kei Nishikori vai agora ter que medir forças com uma estrela da casa: Mackenzie McDonald (107.º), que bateu Denis Kudla (103.º) por 6-3 e 6-2 e apurou-se para uma meia-final de um torneio ATP pela segunda vez na carreira, depois de já o ter feito em Delray Beach, em 2019. McDonald nunca chegou, no entanto, a uma final.

A outra meia-final em Washington D.C. vai opôr o italiano Jannik Sinner (24.º) a mais uma estrela norte-americana: Jenson Brooksby (130.º), que há duas semanas se sagrou vice-campeão em Newport e está agora na iminência de atingir a segunda final da carreira a este nível. O norte-americano, que tinha deixado Félix Auger-Aliassime (15.º) pelo caminho na ronda anterior, bateu John Millman (43.º) por 6-1 e 6-2 e continua a realizar uma temporada brutal a todos os níveis, tendo já conquistado três torneios Challenger em 2021.

Quanto a Jannik Sinner, o jovem de 19 anos venceu Steve Johnson (81.º) por 6-4 e 6-2 e está à procura de fazer história para o ténis italiano. Sinner é o terceiro tenista transalpino a atingir as meias-finais do Citi Open desde que o evento foi criado (Corrado Barazzutti fê-lo em 1980 e Renzo Furlan repetiu o feito em 1996), mas pode tornar-se no primeiro a chegar à final da prova norte-americana.

Total
3
Shares
Total
3
Share