Rafael Nadal sobre o desaire em Washington: “Quando tive oportunidades, não as consegui aproveitar”

A passagem de Rafael Nadal no ATP 500 de Washington deu-se por findada nos oitavos de final da prova, fase em que o número três mundial não conseguiu ultrapassar Lloyd Harris, 50.º classificado no ranking mundial. Entregando todo o mérito ao adversário, o jogador espanhol apontou as suas falhas e um ponto positivo: as dores no pé, onde sofrera uma lesão em Roland-Garros, diminuíram.

“Simplesmente não correu bem. O mais positivo para mim é que o meu pé hoje esteve melhor que ontem, essa é a melhor notícia. Enfrentei um jogador que fez um excelente encontro e quanto tive oportunidades, não as consegui aproveitar.  O meu serviço também não funcionou corretamente, dou todo o mérito ao Lloyd, que teve uma grande vitória”, frisou Rafael Nadal na conferência de imprensa que sucedeu a derrota.

Insatisfeito com o nível apresentado esta quinta-feira, o jogador de Manacor já põe os olhos no Masters 1000 de Toronto que arranca na segunda-feira: “Vim com o objetivo de dar o meu melhor, achava que era uma boa oportunidade para avançar mais uma ronda. Ele mereceu a vitória por ser tão agressivo, no meu caso apenas posso continuar a trabalhar, tenho uma nova hipótese em Toronto.”

“Passei uns dias incríveis aqui em Washington, onde estive pela primeira vez. O mais doloroso é saber que amanhã não poderei estar de novo em court, a jogar em frente a este público. Foi uma grande experiência, conheci uma nova cidade”, declarou Rafael Nadal no adeus à capital norte-americana.


Total
12
Shares
Total
12
Share