Mektic e Pavic de ouro nos pares e Daniell e Venus fazem história para a Nova Zelândia

Os croatas Nikola Mektic e Mate Pavic confirmaram esta sexta-feira o estatuto de primeiros cabeças de série nos Jogos Olímpicos de Tóquio e asseguraram a medalha de ouro. Numa final 100% croata, Mektic e Pavic superaram os compatriotas Marin Cilic e Ivan Dodig, que ficaram com a medalha de prata, por 6-4, 3-6 e 10-6.

Uma das melhores parelhas à escala global, Mektic e Pavic fizeram uso de um break logo no jogo inaugural para saírem na frente do marcador. No segundo parcial, Dodig e Cilic elevaram a percentagem de pontos ganhos com o segundo serviço e conseguiram quebrar o ‘saque’ dos opositores por uma vez, o suficiente para forçar o match tiebreak. No desempate, Mektic e Pavic jogaram de forma perfeita nos primeiros seis pontos e abriram uma vantagem que foram depois gerindo até converterem o primeiro match point.

Com o ouro e a prata entregues à Croácia, que conquistou pela primeira vez um ouro e uma prata no ténis em Jogos Olímpicos (tinha três medalhas de bronze até à data, duas em Barcelona 1992 e outra em Atenas 2004), o bronze sobrou para a Nova Zelândia. Pelas mãos de Michael Venus e Marcus Daniell, a Nova Zelândia conseguiu conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos em ténis pela primeira vez na história. Os neozelandeses bateram os norte-americanos Austin Krajicek Tennys Sandgren por 7-6[3] e 6-2 e foram responsáveis também por um recorde negativo para os Estados Unidos: pela primeira vez desde 1988, ano em que o ténis regressou aos Jogos Olímpicos, a comitiva norte-americana termina o certame sem conquistar uma medalha.

Total
1
Shares
Total
1
Share