Após o descalabro em singulares nos Jogos Olímpicos, Ashleigh Barty é a primeira grande baixa para o Masters de Montreal

A participação de Ashleigh Barty no quadro de singulares dos Jogos Olímpicos resumiu-se ao desaire na estreia e a número um mundial anunciou esta segunda-feira que optou por desistir do WTA 1000 de Montreal, primeiro grande evento de preparação para o US Open onde se sagrou campeã em pares na edição de 2018.

Ainda em ação em Tóquio na variante de pares femininos, a jogadora de Ipswich — que há semanas fora campeã de Wimbledon — é a primeira grande baixa do lote de inscritas para a prova canadiana, num grupo de ausências que conta também com Simona Halep ou Serena Williams.

Se não vamos ver Ashleigh Barty a atuar em Montreal entre os dias 9 e 15 de agosto, o seu regresso ao circuito deverá ser logo na semana seguinte: no WTA 1000 de Cincinnati, logo antes do arranque do US Open, a partir do dia 30 desse mesmo mês.

Total
1
Shares
Total
1
Share